Login

Campanha de Conscientização, Prevenção e Combate aos Incêndios de 2020 terá Indicativo das áreas mais suscetíveis aos incêndios em todo o Estado de São Paulo

Compartilhe

A novidade da 6ª edição da Campanha é a incorporação de tecnologia. Diariamente, pelo período de 5 meses, serão disponibilizadas informações sobre as áreas mais suscetíveis aos incêndios em todo o estado de São Paulo. Mais uma importante ferramenta para a prevenção e o eventual combate de focos de fogo sem controle.

O "Indicativo de Incêndios” será feito pela Somar Meteorologia para todo o território paulista. Foi desenvolvido um modelo no qual são correlacionados dados de condições observacionais, e de previsão de chuva em curto e médio prazo, além de umidade relativa, balanço hídrico, e outras variáveis meteorológicas que permitem indicar, com maior precisão, as áreas e regiões com maior potencial de risco de ocorrência e propagação de incêndios. É importante observar que para o levantamento deste índice não serão usados dados coletados de incêndios anteriores.

Imagens geradas no dia 10 de julho de 2020, porém são imagens dinâmicas, assim como a probabilidade das áreas sujeitas à incêndios, mudam todos os dias.

 

“A Campanha será realizada durante o período mais seco do ano, quando historicamente a ocorrência de focos de incêndio é maior. Além dos materiais atualizados, utilizados nas edições anteriores, como outdoorsbusdoors, placas de estrada, spots de radio, vídeos e cartilhas educativas, será divulgado, também, esse indicativo pelo período de 5 meses. O objetivo da Campanha, desde que foi criada, continua sendo a conscientização e o engajamento de toda a sociedade; e me refiro à população, urbana e rural, aos governos municipais e estadual, e aos organismos públicos e privados. Todos na prevenção aos incêndios, que causam prejuízos ambientais, sociais e econômicos”, disse Mônika Bergamaschi, presidente do Conselho da ABAG/RP, em nome de todos os parceiros.

 

"Indicativo de Incêndios” na TV

Este novo serviço é de tamanha relevância que a EPTV, afiliada da Rede Globo, agregará a informação cedida pelos parceiros da Campanha às divulgações diárias da previsão do tempo. Dessa forma o Indicativo de Incêndios será compartilhado diariamente nos telejornais da emissora, nas praças de Ribeirão Preto, São Carlos (Central) e Campinas, chegando a 157 cidades nas quais vivem mais de nove milhões de pessoas.

O mapa do estado com as áreas com maior suscetibilidade à ocorrência de incêndios, o “Indicativo de Incêndios”, será também divulgado no hotsite da Campanha: www.incendiosprevina.com.br, e nas mídias sociais da ABAG/RP e dos parceiros. A expectativa é que a informação sirva de alerta para que todos saibam em quais regiões, nos dias subsequentes, existe maior probabilidade de ocorrência de fogo.

Assim, ABAG/RP, Usinas e Produtores Rurais reforçam os principais objetivos da Campanha: Educação, Conscientização e Prevenção.

Os parceiros da Campanha de 2020 são: ABAG/RP, Associação dos Fornecedores de Cana de Guariba – Socicana, Grupo Biosev, Grupo Pedra Agroindustrial, Grupo São Martinho, Grupo Tracan, Organização de Associações de Produtores de Cana do Brasil – Orplana, Sindicato Rural de Morro Agudo, Tereos Grupo Empresarial, Ipiranga Agroindustrial, Usina São Francisco – Grupo Econômico Balbo, Usina Santa Fé e Usina Santo Antônio – Grupo Econômico Balbo.

 

Educação e Comunicação para prevenir Incêndios

Em decorrência das ações antropogênicas, causadas pela atividade humana, os incêndios podem ocorrer a qualquer hora e em qualquer lugar. Por isso os parceiros continuarão a desenvolver o trabalho de educação e conscientização, que é o cerne da Campanha, com o uso de mídias sociais, outdoors, busdoor, placas de estradas, spots de rádio, vídeos e cartilha, sendo que esta será disponibilizada em modo digital.

Os personagens e as cenas dos vídeos em 3D, criados para a 5ª edição da Campanha, vão ganhar as ruas e a internet. Eles serão aplicados para que seja possível tratar, de forma lúdica e amigável, das situações potencialmente causadoras de incêndios: como bitucas acesas de cigarro atiradas no chão nas cidades, no campo e nas estradas; a queima de lixo nas cidades e no campo; fogueiras e tochas acesas para lazer; e até o incêndio provocado de modo criminoso. Outdoors e posts levarão a mensagem de que a conscientização é o primeiro passo para prevenir incêndios.

As mensagens principais são: “Incêndios: Previna” e “Incêndios: prevenir é dever de todos”

 

Focos de incêndios 2020

De 1º de janeiro até 31 de junho de 2020, somente no Estado de São Paulo, a quantidade de focos de queimadas foi maior que em 2014, ano em que a Mata de Santa Tereza, em Ribeirão Preto, pegou fogo. Segundo o INPE, foram 1075 focos, contra 805, em 2014, e 659, em 2019. A expectativa, portanto, é de muita seca nos próximos meses.

A SOMAR Meteorologia aponta que na faixa centro-norte do Estado de São Paulo e áreas adjacentes, nos meses de junho a agosto, as chuvas serão (bem) abaixo das médias históricas, e as temperaturas ficarão abaixo das normais para estes meses.

 

Histórico da Campanha de Conscientização, Prevenção e Combate aos Incêndios

Em junho de 2014, quando a Estação Ecológica de Ribeirão Preto (SP), mais conhecida como Mata de Santa Tereza, foi atingida por um incêndio que destruiu mais de 50 hectares de vegetação, a ABAG/RP começou a articular um trabalho de comunicação e educação voltado para a prevenção aos incêndios.

No ano seguinte, 2015, a Campanha de Conscientização, Prevenção e Combate aos Incêndios foi lançada, em parceria com Usinas e Produtores Rurais reunidos em cooperativas, associações e sindicatos rurais. 

Nos três primeiros anos o esforço foi feio no sentido de desassociar a ocorrência de fogo sem controle das queimas controladas, que eram permitidas por lei, à época. O slogan usado no período foi: “Incêndio: diferente de queima controlada”. Peças publicitárias foram criadas para a comunicação offlineoutdoorsbusdoor e placas de estradas. O mote usado foi: “Consciência e Responsabilidade: a melhor Prevenção”. As placas de estrada foram desenhadas com o diferencial de levar, além da mensagem da prevenção, o número do telefone do Corpo de Bombeiros e da brigada contra fogo da unidade industrial mais próxima, com o objetivo de abreviar, ao máximo, o início do combate ao fogo.

Para trabalhar a educação foram editadas duas cartilhas. Uma criada especialmente para distribuição para escolas, colaboradores das usinas, cooperativas, e a comunidade em geral. Nestes 5 anos, mais de 160 mil cartilhas impressas foram distribuídas. Uma outra cartilha, foi produzida exclusivamente para produtores rurais, para orientá-los sobre boas práticas e medidas que devem ser adotadas para que se salvaguardem quando da ocorrência de um incêndio no que tange a determinação do nexo causal e da eventual aplicação de penalidades.

Com a Campanha foi estimulada a troca de experiências entre as brigadas das empresas, destas com outras das cidades da região, inclusive naquelas onde inexiste o corpo de bombeiros, e até com a Polícia Ambiental.

A partir de 2018 a Campanha foi mais focada na prevenção, com as mensagens: “Incêndios: Previna” e “Incêndios: Prevenir é dever de todos”. Foram criados filmes lúdicos em 3D, com 15 segundos de duração, baseados em situações cotidianas, potencialmente causadoras de incêndios: atear fogo em lixo, ou para limpar o mato, atirar bitucas de cigarros acesas, acender fogueiras para lazer, ou até mesmo o ato criminoso de atear fogo no campo em qualquer forma de vegetação, em área própria ou de terceiros.

A Campanha, veiculada em emissoras regionais, foi finalista do FestVídeo 2018, o maior festival de vídeo publicitário do interior do país.