Login

Alunos do Programa Educacional “Agronegócio na Escola”, da ABAG/RP, conhecem os laboratórios de nanotecnologia da Embrapa Instrumentação Agropecuária em São Carlos

Compartilhe

 

Das aulas de ciências para o mundo da tecnologia moderna. 35 alunos da Escola Eng. Agrônomo Urbano de Andrade Junqueira - unidade I, de Guará, conheceram no último dia16 a tecnologia aplicada.

Viram que da básica física, química e biologia, que estudam hoje na escola, derivou um mundo de possibilidades que se aplicam em diversas áreas do dia a dia de todos, até mesmo na agricultura.

A Embrapa Instrumentação Agropecuária preparou um roteiro básico para apresentar a esses estudantes do nono ano, que em média tem 13 anos, noções gerais sobre o mundo da tecnologia aplicada no desenvolvimento de produtos e processos para o agronegócio, em especial os derivados da nanotecnologia e a sua utilização.

Nos laboratórios os jovens descobriram como unidades tão pequenas, medidas em nanômetro (um nanômetro equivale a um bilionésimo de metro) estão mudando a criação de equipamentos, medicamentos e alimentos.

Os alunos fizeram um tour pelos laboratórios acompanhados de monitores prontos para responder as inevitáveis dúvidas.

"Era visível o entusiasmo e o interesse demonstrados pelos alunos em torno do assunto nanotecnologia. Embora bastante novos, pareciam alunos maduros, curiosos, cheios de questionamentos e observações.

Quando passavam em frente aos laboratórios, eu observava que eles liam em voz alta os nomes nas placas de identificação e, quase como um suspiro, diziam 'que legal, é aqui que eu gostaria de trabalhar'.

Questionados, informaram que não sabiam nada de nanotecnologia, mas saíram daqui com noções sobre o conceito e já puderam identificar alguns exemplos de aplicação de nanotecnologia.

Eu fiquei bastante impressionado quando me perguntaram que tipo de formação o profissional precisava ter para trabalhar com pesquisa em nanotecnologia. É uma pergunta peculiar e demonstra o grau de interesse no assunto", disse o pesquisador José Manoel Marconcini, que realizou a palestra sobre nanotecnologia para os alunos.

(Foto: Flávio Ubiali)