Educação

A educação foi um dos caminhos escolhidos pela ABAG/RP para valorizar o agronegócio. O Programa Educacional “Agronegócio na Escola” vem sendo desenvolvido desde 2001 na região de Ribeirão Preto. Inicialmente a parceria foi com a Secretaria Estadual de Educação, e desde 2008 passou a ser com os municípios, por meio de suas Secretarias ou Diretorias de Ensino, além de ETECs e FATECs.

Com metodologia própria, é priorizada a capacitação dos professores, por meio de palestras e visitas em agroindústrias, fazendas, cooperativas, instituições de ensino e pesquisa. Não é por acaso que a marca do Agronegócio na Escola é um ônibus em movimento. As atividades práticas possibilitam um melhor entendimento sobre o setor, e o que ele representa para a região e para o país: econômica, social e ambientalmente.

Após a capacitação, os professores desenvolvem livremente a temática do agronegócio em sala de aula, de forma interdisciplinar e dinâmica. Para enriquecer os conteúdos estudados em sala, os alunos também podem participar de visitas, a critério do professor. 

A ABAG/RP apoia as escolas com o agendamento de visitas e com o fornecimento de cartilhas, vídeos e outros materiais didáticos. Para estimular alunos e professores, ao longo do ano, são promovidos concursos para avaliar os trabalhos mais criativos sobre o agro. Os alunos criam desenhos, frases, redações e projetos para a feira do conhecimento. Já os educadores podem participar do Prêmio Professor, no qual são avaliados o trabalho didático aplicado e o envolvimento da comunidade escolar e do entorno. As escolas também são reconhecidas pelos trabalhos e desempenho de seus corpos discentes e docentes.   

O Programa Educacional Agronegócio na Escola é uma das ações desenvolvidas pela ABAG/RP para aproximar campo-cidade.  

Objetivos

  • Apresentar os conceitos fundamentais do agronegócio, a interdependência campo-cidade, a dimensão e a importância do setor para a economia regional e nacional;
  • Tornar conhecidas as atividades agropecuárias e agroindustriais, para assim contribuir para que a sociedade conheça melhor a região;
  • Mostrar a importância do associativismo e do cooperativismo;
  • Conscientizar sobre a necessidade de proteção, conservação e preservação ambiental; e do manejo adequado dos recursos naturais;
  • Ampliar o relacionamento das empresas com a comunidade do entorno;
  • Ampliar o conhecimento sobre as oportunidades profissionais que o setor oferece;
  • Incentivar o desenvolvimento de competências e habilidades: escrita, leitura, manifestações artísticas e outras;
  • Contribuir para a diminuição da evasão escolar;
  • Melhorar a autoestima e as relações interpessoais.